sexta-feira, 13 de maio de 2011

Cormanthor: Guerra Entre as Arvores


Por Eriel. Boyd , com introdução especial por Ed. Greenwood
Ilustrado por Jeff Carliste . Cartografado por Rov Lazzaretti

Bem, nos encontramos de novo senhores. Volothsmp Geddarm a seu serviço.
Nesse momento, eu trago conhecimento sobre a mítica Cormanthor. As arvores profundas dos elfos, que escondem misteriosas ruínas, drow, perigos e bestas, o orgulhoso povo elfico, e perigosos aventureiros – um lugar em, que muitas pessoas de Faerûn amam ouvir sobre, mas poucos vão até la, um vasto reino de beleza pastoril e tênue linha entre vida e morte.
Bem, aqui estamos. Volo a trouxe para vocês. Você não precisa se aventurar nos perigos. Eu faço isso por vocês. Palavra – disfarçado de arvore ou atrevendo a mim mesmo a me arrastar ou trotar. Eu vou a qulaquer lugar e vejo (quase) tudo. Eu me arrisco a perigo por esta causa, mas tenho todo o maior orgulho de dividir esses frutos com você. Se você pudesse fazer como eu faço, e esperar sobre os bancos musgossos, do lago brilhante da floresta na luz da lua, contemplando o passado gigante, cheio de nós copas sombrias sobre as estrelas acima de suas cabeças, ouvindo o chamado da floresta dos elfos ao seu redor... Você poderia morrer feliz.
(e provavelsmente o faria, entre uma respiração e outra, quando alguém tocasse você.)

História
Por milênios, a grande floresta de Cormanthor tem sido conhecida como as arvores Elficas, lar do povo Faérico de Cormanthyr que guardou seu domínio, contra a sempre presente, ameaça de invasão humana. Desde a Guerra das lamentações (712 – 714 CV), a cidade capital Myth Drannor estava em ruínas, cheia de monstros de todos os tipos, enquanto os anciões da corte elfica governavam o resto das Arvores. 

Depois de séculos de deliberação a corte elfica ordenou a retirada no ano da Queda da Lua (1344 CV), com a partida em massa do povo elfico para Evermeet (Encontro Eterno), a ilha verde. Apesar de deixarem armadilhas e avisos para proteger sua terra natal para proteger sua sua terra natal ancestral, assim o povo elfico ficou surpreso em quão rapidamente seu antigo nemesis – os drow – infiltraram se nas arvores elficas. 

Os elfos negros fora, os primeiros dos muitos grupos a preencher o vácuo criado pela retirada, com os elfos demoníacos da casa Dlargareth esuas leiões Fey´ri seguindo logo após. Agora no ratro da grande crusada lançada de Evermneet, Myth Drannor foi reclamada, mas manter o controle continua entre os ramos das arvores.

Eventos recentes
Passado dois anos e meio, Cormanthor tem sido convulsionado pela guerra. A seguinte linha temporal resume o conflito.

1372 O Ano da Magia Selvagem
Eleasis 28 - Lolt cai em silênmcio
Eleint 23 - Um exercito de goblins ogres, gigantes e demônios liderado pelo Hellspawn, um Gigante do fogo meio-abissal, ataca Maerimynda. Apesar de muitos drow terem sido mortos ou escravizados, pequenos bandos de refugiados escaparam para os redores de Underdark, conhecido como Deep Wastes (Decadência Profunda). A casa Dhuurniv, derrubada em desgraça depois de forjar a Trégua da Aranha durante a Guerra dos Lamentos, foi a única casa de Maeyndra que sobreviveu com significantes posses, a maioria se estendendo para fora da cidade.

1373 O Ano dos Dragões Ladinos
Hammer 1  - Sammaster completa sua transformação do Mythal da Fúria Draconica, precipitando a fúria dos dragões independente da aparição da estrela do Rei Assassino nos céus.

Ches 28 - O Silencio de Lolth termina. Halisstra Melarn, Ladie Penitente de Lolth, começou a assolar os Drow residentes na superfície nas DarkWoods, Eastern Fringe e Velarswood.

Tarsakh 17 - Zarlandris emerge de Glaun Bog e ataca a vila de Highmooon. Depois de uma batalha desesperada, o grande ancião negro morreu ente o entulho da Tower of Rising Moom (Torre da Lua Nascente)Lorde Theremen Ulath jurou reconstrui-la.

Mirtul 22 - Sirvinhandram que se acreditava estar morta a séculos, emergiu de seu lar escondido nas Dun Hills e omeçou um cerco a Abbey of Just Hammer (Abbadia do Martelo Justo). Depois de infligir uma terrível devastação a Grande Anciã Vermelha foi derrotada pelo Grande Justicar Alto Vingador Deren Eriach.

Elesias 7 - Thraxata, a chama diabólica, uma Dragoa Vermelha, enviou suas chamas sobre Battledale (Vale da Batalha) que consumiu grandes fileiras de arvores.

Taraskh 5 - Nargathra, um ancião vermelho, emergiu das ruínas de myth Drannor e alçou vôo para o sul em direção as Tangled Trees (Arvores Emaranhadas) Os habitasntes de verão foram massacrados, deixando uns poucos sobreviventes descobertos maistarde pelos outros habitantes quando esses retornaram.

Taraskh 5 - Um bando de caçadores de dragão destruiu o Zhentarim Garrison de Elmwood e três galeras de guerra.

Uktar 13 - Verthantalnyx, um ancião verde vivendo na profundeza de Cormanthor no oeste de Myth Drannor, sucumbiu a fúria e atacou a vila de Trenashes, deixando a em ruínas.

Nightal 6 - Sammaster é destruído e a fúria chega ao fim.


1374 O Ano das Tempestades Elétricas
 Taraskh 12 - No rastro do ataque falho a Evereska, os Elfos dourados meio demoníacos Dladrageth retorna a Myth Drannor acompanhados pela por uma legião de Fey`ri libertados da Nameless Dungeons (Catacumbas sem Nome)

Mirtul 6 - As legiões da casa Dlardrageth destroem o templo do Lorde do Alvorecer em Myth Drannor, Matando a maioria dos clérigos , porem alguns escaparam através de um portal.

Mirtul 10 - Scyyççua Darkhope descobre a presença dos Fey`ri em Myth Drannor.

Mirtul 13 - Lady Sarya Dladrageth, matrona da casa Dladrageth, invoca Malkizid, um arquidiabo exilado, a Myth Drannor.
Mirtul 19  -Araevin Teshurr e seus companheiros descobrem a rede de portais de Sarya usado para mover o seu exercito das ruínas de Myth Glaurach, sua base próxima a Hight Forest (Alta Floresta) para Myth Drannor.

Mirtul 19 - Scyulla DarkHope começa as preparações para marchar um exercito Zhentarim ao sul para Yûlash.

Mirtul 24 - Lorde Seiveril Miritar de Elion, líder da crusada de Evermeet (Encontro Eterno) que resgatou Evereska realiza um conselho de guerra nas ruínas de Myth Glaurach. Os comandantes da cruzada concordam em viajar pela rede de portais descoberta por Araevin a Semberholme (Lar de Sember) na esperança de derrotar a Casa Dlardrageth de uma vez por todas.

Mirtul 28 - Na costa do Lago Sember, Seiveril reviveu o Acordo dos Vales com Battledale, Deepingdale, Mistledale e Shadowdale.

Kythorn 1 - A cruzada marcha para o norte através de Shadowdale e Mistledale.

Kythorn 4 - A Casa Dlardrageth forma uma aliança com Hilsfar e Sembia. Hilsfar começa a juntar um exercito para enviar ao sul através da Moonsea Ride para Mistledale e Battledale. Sembia recruta um exercito mercenário para enviar ao norte através da Rauthauvyrr`s Road para Featherdale e Tassedale.

Kythorn 12 - Hilsfar se alia a Zhentil Keep. A rede negra concorda em invadir Daggerdale e Shadowdale.

Kythorn 16 - Os mercenários da Sembia cruzam Blackwater Bridge (ponte água negra) e ocupam Battledale.

Kythorn 21 - Hillsfar renega sua aliança com a Casa Dlardrageth.

Kythorn 24 - A cruzada derrota o exercito de Scyulla Darkhope forçando-o a se retirar para Yûlash.

Kythorn 26 - A Casa Dlardrageth ataca a cidade de Hillsfar e o exercito de Hillsfar acampado na Standing Stone (Pedra da Espera). A Torre do Primeiro Lorde é destruída mas Maalthiir, governante de Hillsfar, escapa.

Flamefury 16 - A Casa Dlardrageth destrói o exercito de Hillsfar na Standing Stone forçando os á retornar a Hillsfar. O exercito de Sembia começa a se dissolver sob os ataques das legiões da Causa Dlardrageth.

Flamefury 21 - A Casa Dlardrageth destrói a Pedra da Espera e se alia com os Drow da Casa Dlardrageth.

Eleasis 5 - Emissários da Cruzada acampada em Semberholme lançam um ataque repentino contra o acampamento da cruzada em Semberhole, mas são repelidos.

Eleasias 6 - Zhentil Keeps exército esmaga a guarnição de Hillsfar a Yûlash.

Eleasias 9 - Casa Jaelre ataca as delegações Sembiana e elficas em Tasseldale; todos os três grupos sofrem vítimas. Maalthiir foge de Hillsfar seu destino é desconhecido.

Eleasias 10 - Os Zhentilar invadem os territórios ocidentais de Hillsfar.

Eleasias 11  - A Cruzada se alia com Sembia contra Casa Dlardrageth.

Eleasias 17 - A Cruzada batalha com as legiões de Casa Dlardrageth dentro do Vale das Vozes Perdidas. O Zhentilar sitiam Hillsfar. Fzoul emite as condições dele para Hardil Gearas, Diretor Alto de Hillsfar.

Eleasias 18 - Malkizid é banido. Casa Dlardrageth retiradas de do Vale das Vozes Perdidas. Hillsfar capitula ao exército de Zhentil Keep.

Eleasias 20 - A Cruzada cerca Mith Drannor.

Eleasias 22  - A Cruzada infesta Mith Drannor, e cai a Casa Dlardrageth. Um punhado de fey'ri escapa. Seiveril Miritar é morto.

Eleint 3 - Escaramuças estouram ao longo do Mar da Lua entre os Zhentarim e Mith Drannor. Drow mascarados apóiam a Rede Negra com assassinatos escolhidos. Isto marca o começo da Guerra de Cormanthor, colocando o Exército de Mith Drannor contra o Exército de Darkhope e as Brigadas mascaradas (os drow de seguidores Vhaeraun da Casa Jaelre e Clã Auzkovyn). Pelos meses que seguiram, séries de invasões crescentemente mortais e contra-invasões são montadas por ambos os lados.

Eleint 12  - Storm Silverhand, Dove Falconhand, e o resto dos Cavaleiros de Mith Drannor chegam em Mith Drannor para ajudar em suas defesas. Dentro de poucas horas eles estão envolvidos em uma série de batalhas no estilo: bater e correr com escaramuçadores drow, nas florestas ao leste.

Eleint 30 - Kendrick Selkirk, Overmaster de Sembia, é assassinado.

Marpenoth 10 - O Conselho Alto de Sembia elege Mirabeta Selkirk como temporário Overmistress de Sembia.

Uktar 2 - De trezentas braças em baixo do Mar de Estrelas Caídas, o enclave perdido de Sakkors é elevado para voar livre jord uma vez em cima de Faerûn. O Império de Netheril é renascido.

Uktar 3  - Sacerdotisa de Sharran, Esvele Greycastle, forjas uma aliança com Fzoul Chembryl, Tirano do Moonsea.

Uktar 11 - Com respeito à ameaça crescente de guerra civil ao longo de Sembia, Selgaunt forma uma aliança militar e pacto de comércio com os Nethereses.

Uktar 11 - Um imenso kraken ataca o porto e custódia de doca de Yhaunn em Sembia.

Uktar 29 - O exército de Saerloon, usando um circulo de Teleporte se materializa fora de Selgaunt.

Uktar 30 - A Batalha de Selgaunt começa e termina. A força de Saerloon apoiada pelo dragão verde Vendemniharan e elementais conjurados quebram as paredes de Selgaunt. Porém, as forças de Selgaunt repelem o Saerloonianos com a ajuda de dois Príncipes de Shade—Rivalen e Brennus—and o oportuno aparecimento da recentemente elevada, cidade de Shadovar flutuante de Sakkors. Todos os elementos
do exército de Saerloonian são destruídos ou capturados.

Uktar 30 - Saerb no norte da Sembia é queimada por um exército conduzido por Malkur Forrin, o general chefe das forças de Sembianas leais a Overmistress Mirabeta Selkirk.
Banquete da Lua Esvele Greycastle forja uma aliança entre os seguidores de Lolth drow da Casa Dhuurniv e o Zhentarim.

Nightal 1 - Scyllua Darkhope volta a Zhentil Keep para conduzir um adicional divisão no campo. Fzoul ordena que ela invada para a surpresa dela, Shadowdale novamente, mas este tempo com apoio da Igreja de Shar e os drow de Casa Dhuurniv.

Nightal 1 - Elyril Hraven, sacerdotisa de Shar, completa um ritual dentro Os Espaços Vazios Dentro de Uma Noite e comjura uma Tempestade de Sombras. convocação. Uma racha de planar é rasgada sobre Ordulin, e uma porção do plano das Sombras conhecido como o Cálice de Adumbral. Ordulin é destruída no cataclismo, e todos os seus cidadãos são mortos. Volumvax o Divine, também conhecido como Kesson Rel o Primeiro Escolhido de Mask, emerge da racha com um exército de sombras e gigantes de sombra. Volumvax levanta os mortos de Ordulin como sombras para sustentar o próprio exército dele.

Nightal 15 - Assassinos de Sharran se infiltram na aldeia de Shadowdale e atacam a Torre de Elminster. Depois de uma batalha feroz, Elminster desaparece e sua torre é dinamitada em ruínas e lançada para outro plano.

Nightal 16 - Nas horas matutinas, o exército Zhentarim conduzido por Scyllua Darkhope infesta Shadowdale com a ajuda da Igreja de Shar e Casa Dhuurniv. O Exército de Mito Drannor não pode responder como Brigadas de Zhentarim para o lançamento oriental ataques simultâneos a várias fortificações chave dos elfos.

Nightal 18 - Lorde Mourngrym Amcathra [1358, 1375] publicamente abraça o Exército de Darkhope como os aliados e defensores de Shadowdale.

Nightal 27 - Scyllua Darkhope começa preparações para marchar sul com duas brigadas para atacar Mistledale, partindo atrás da Brigada de Sombras para ocupar Shadowdale.

Nightal 29 - A ativação de antigos alertas avisam Isevele Miritar que Ary'Velahr'Kerym, a lendaria Warblade, voltou aos Reinos Sobre (ou aos niveis superiores do Underdark) nas redondezas da Torre Retorcida.

Nightal 30 - Storm Silverhand e Dove Falconhand conduzem um contingente de elite dos elfos para Shadowdale. Os Escolhido de Mystra são gravemente feridos com a chegada deles devido à interação do fogo prateado deles com a trama local e são forçados a se teleportar para longe. Os camaradas de farda deles são deixados

Um comentário:

  1. Aeee outra tradução de peso de forgotten e ainda por cima sobre a melhor raça desse mundo, os elfos hehehe
    Fernando vc é o cara.
    Fico no aguardo do pdf.
    vlwwww

    Edsonpinheirob@hotmail.com

    ResponderExcluir