sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Novo Modelo Criatura Ofídica

 Este tipo de criatura existe principalmente na Ilha das Cobras e em outros lugares. Teoriza-se que seja uma criação de clérigos de Sszaas ou de servos do mesmo. Suspeita-se que essas criaturas surgiram primeiramente com os Homens-Serpente usando de magia para modificar criaturas para melhor servirem a eles.  A criatura sob efeito desse modelo geralmente adquire escamas
Tipo: Muda para Monstro
Sentidos: Ganha Visão no Escuro
Resistências:Imunidade a veneno. Vulnerabilidade a frio
CA: +1 escamas
Ataques: Ganha um ataque de mordida que causa 1d4 de dano mais veneno.O dano aumenta conforme o tamanho
Veneno: ferimento. Fortitude CD 15 dano 1d4 em Constituição

Ajuste de Nivel:+1
OBS: Sszaas é propriedade intelectual da Jambô

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

O cristal Da luz Noturna.

Um exercito de esqueletos que pensam e desejam servir seu mestre e transformando todos os vivos em coisas como eles


Barão Sombrio
A muitos anos, um clérigo de Tenebra  desejava, poder, e  para isso invocou seres de vários planos. Por muitos anos ele invocou seres de vários reinos, de baixo e de alto poder. E isso chamou a atenção de Tenebra. Em sua busca por poder, ele ansiava por  uma espécie de mortos vivos que pensassem  que lembrassem de sua vida, que se tornassem tão maus quanto ele.
Tenebra em  sua neutralidade resolveu que seria divertido dar  ao clérigo o que ele desejava.  A ele presenteou com o  Cristal da luz noturna. O cristal por si não é bom ou mal, é um artefato extremamente poderoso que pode ser usado tanto para o bem quanto para o mal.
O clérigo de Tenebra usou o poder do Cristal em si mesmo, se tornando  o morto vivo conhecido como Barão Sombrio. O único objetivo do Barão Sombrio é espalhar  a benção  da morte em vida a todos os seres vivos do mundo.
Um esqueleto que  não pode ser inteiramente destruído.  Dizem que Barão sombrio só não conseguiu no passado estabelecer seus sonhos maquiavélicos por que um paladino de Heydril liderando um grupo  de aventureiros o impediu., quebrando o Cristal da Luz noturna.  Ainda assim com a pedra partida O Barão sombrio transformou  a maior parte dos membros do Grupo do paladino em mortos vivos como ele,  de coração tão negro quanto o dele. Eles  ficaram presos  na câmara  mais oculta da torre  por um dos últimos feitiços do mago do grupo que baniu O cristal da Luz noturna  para fora de Arton por 100 anos, e aprisionou a todos pelo mesmo período.


Skeleton Warriors. Desenho cáàssico dos anos 80
O Cristal da Luz Noturna.
Poderes: Pode transformar um morto-vivo em  vivo e um vivo em morto-vivo.  Teste de resistência, vontade anula, CD 40. Pode transformar  até  20 vezes por  dia. Um morto-vivo   que se torne vivo dessa forma  retorna a sua tendência original e volta a idade que tinha quando foi transformado em morto-vivo.  Totalmente livre da vontade do  usuário da pedra.  Já uma criatura viva transformada em morto-vivo se torna um servo Leal do usuário do cristal da luz Noturna. Seus objetivos são simples  transformar quaisquer outros vivos em mortos vivos.  Todos os mortos vivos  criados dessa  forma se tornam maus.
Os mais puros  de coração possuem uma resistência a se transformar em mortos-vivos,  personagens de tendência bondosa recebem  um bônus de +10 no teste de vontade, crianças  recebem um bônus extra de +10 cumulativo. Pessoas que resistem  se tornam imunes a isso permanentemente.
Se as duas metades do cristal da luz noturna forem reunidas, nenhum teste de resistência é necessário. Qualquer  criatura  é imediatamente transformada em morto-vivo.

Modelo Esqueleto Sombrio: O personagem que for transformado pelo cristal ele não precisa mais respirar, se alimentar e dormir. (Mas precisa de 8 horas de descanso para recuperar PM) além dele passar a receber dano de energia positiva e se cura com energia negativa. Ele também recebe cura acelerada 3.  Ele se torna imune a dano não-letal, doença, fadiga, e fica imune a sono, paralisia, dano de Habilidade (Apenas Força, Destreza e Constituição), veneno. Sua aparência é a de um esqueleto normal com uma  joia incrustrada no peito.
Remover a jóia do peito de um esqueleto sombrio  Transforma ele novamente em vivo. Para isso é necessário um teste de força  cd 30 (personagens de tendêndcia boa recebem +5 no teste), e precisam fazer um teste de vontade  Cd 30 para não largarem a joia antes da remoção. Eles mantem a constituição.
A mágia  ressureição e Milagre devolvem um Esqueleto Sombrio a vida.
Todo Esqueleto  sombrio  Se ergue novamente  depois de 24 horas, com todos os seus pvs completos.
Ajuste de nível +2

Os poderes do Barão sombrio são desconhecidos, mas Sabe-se que ele era um clérigo de nível 20, quando recebeu a “benção de Tenebra”. Ele pode ter desenvolvido outros poderes. enquanto preso.

O Barão Sombrio só poderá ser tornado humano novamente e derrotado permanentemente com a união das duas metades da jóia.

Homenaguem ao desenho que so teve 1 temporada Skeletal Warriors.


Aventurando-se pelos Reinos - Demônios do Mar


Blefe do Corvo tem sido chamada de a Cidade dos Aventureiros, pois quase em nenhum outro lugar de Faerûn se encontrariam tantos em um só local. A Vastidão é um lugar perigoso, e sempre acontece algo que requer um herói. Esta noite não é uma exceção. Os PJs estão andando nas docas da cidade, talvez procurando passar a noite em um exclusivo bar debaixo d’água chamado O Tubarão. No entanto, o mar avança sobre eles e ergue-se em formas negras e move-se na direção dos fachos de luz criados pelas lamparinas. As formas também invadem os navios amarrados nas docas e começam a matar tudo que se move pelas ruas. As criaturas, sahuagin, parecem induzidas pela imprudência e seu ataque possui uma ferocidade que não é normal para ataques dessa espécie.
Uma ves que os PJs tenha ajudado a expulsar os demônios do mar de volta para as ondas, eles são abordados por Corwin Stark, um representante da Guilda dos Comerciantes. Stark os convida até uma taverna, e no verdadeiro estilo de Blefe do Corvo, procura ajuda para evitar futuros ataques. Este é o segundo ataque, ele relata, no último mês. Ele possui uma gorda recompensa, mas ele também sabe que os sahuagin provavelmente também possuem riquezas, e o mínimo que ele puder oferecer aos PJs, tanto melhor.

sábado, 6 de janeiro de 2018

Aventurando-se pelos Reinos - O Bosque Assombrado

Wealdath, que fica entre Amn e Tethyr, é conhecida por suas fadas e tribos de elfos defensores. É também lar para monstros e mais do que alguns poucos dragões. De qualquer forma, é uma floresta grande e assentamentos humanos em seus arredores podem permanecer… se não houver muitos deles para ofender os habitantes da floresta. Um destes vilarejos, Wayfarn, é próximo o suficiente de Brost para transportar madeira até lá. Os aldeões subsistem de uma indústria pequena de extração de madeira, e vivem pouco além do alcance dos galhos da floresta; eles estão acostumados com os habitantes normais da floresta, e se asseguram de permanecer fora do alcance da floresta ou estar em paz com ela, o que funcionar melhor.
Os sons normais da floresta não incluem lamentos fantasmagóricos e nem gritos repetidos. Ultimamente, entretanto, estes sons têm sido ouvidos constantemente. Lenhadores trabalhando na margem da floresta têm reportado estranhos sons assombrosos, mesmo durante o dia, e gritos periódicos. Poucas almas corajosas foram investigar os sons na primeira vez que foram ouvidos, mas não retornaram, tampouco as pessoas que foram procurar por eles. Os aldeões agora temem que algum ent fantasma, dragão fantasma ou alguma outra criatura terrível esteja assombrando esta parte da floresta, e agora estão temerosos de fazer algo a respeito disso. A produção de lenha está caindo, já que os aldeões não sabem quais partes da floresta são assombradas por este novo perigo.
Krovall Myersim, um comerciante de Brost que negocia a lenha de Wayfarn, tem ouvido histórias de seus fornecedores e está muito preocupado. Ele procura almas corajosas que não tenham medo de lamentos e gemidos, para que descubram a verdade e restaurem a produção de lenha.

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Aventurando-se pelos Reinos - A Mansão Silenciosa

Tradução: Juca Tollabur
Mansões de ricos e poderosos ocupam os opulentos bairros de Águas Profundas. Grandes ou pequenas, elas, todavia parecem muito impressionantes aos cidadãos humildes que passam por suas entradas. À medida que as cidades mudam os bairros desejáveis também, e algumas destas mansões acabam terminando em partes pouco desejáveis da cidade enquanto a riqueza se movimenta para uma nova área.
Este foi o destino de uma casa de tamanho moderado na cidade. Quando construída, estava no "bairro certo". O bairro ao redor mudou, e ela agora está numa localização de vizinhos da classe-média. Agora abandonada durante vários anos, ela tem o aspecto de uma casa assombrada. Crianças desafiam umas às outras para adentrar seu solo, tocar a porta, roubar algo de seu território ou até mesmo passar a noite lá dentro. Ninguém na verdade passou uma noite na casa, já que a porta permanece trancada. Luzes estranhas tremeluzem de vez em quando próximas das janelas, entretanto ninguém encontrou a fonte. A casa até mesmo serviu como foco de rumores que diziam haver um morto-vivo vagando dentro de suas paredes, aguardando para atacar o povo da cidade. Os clérigos de Lathander investigaram a casa mas não encontraram nenhum sinal de qualquer morto-vivo, mas as histórias não cessaram durante vários meses. Entre as pessoas da rua, as histórias continuam se prolongando.