quarta-feira, 11 de maio de 2011

As Guerras da Coroa


Nas névoas escuras do passado de Faerûn, muito antes da elevação até mesmo dos mais antigos reinos dos homens e dos anões, os elfos fundaram impérios poderosos ao longo de Faerûn. Os maiores destes impérios – Aryvandaar, Keltormir, Miyeritar, Illefarn, Ilythiir e Shantel Othreier – coexistiram pacificamente por milhares de anos antes que a ganância, inveja e o orgulho os derrubassem. A série de guerras viciosas e sangrentas que destruíram os antigos reinos dos Elfos tornou-se conhecida como as Guerras da Coroa. 

As Guerras da Coroa consistiram de cinco campanhas principais – algumas das quais ocorreram simultaneamente – e que eventualmente envolveram todas as principais civilizações élficas. Durante três mil anos os elfos lutaram entre si, destruindo a maioria das coisas que levaram milênios construindo e praticando o fratricídio em uma escala jamais vista antes ou depois. Na realidade, uma sub-raça de elfos se tornou tão distorcida pelo mal, que seus membros se separaram para sempre da luz do dia. Estes elfos, agora conhecidos como drow, vivem no subterrâneo até os dias de hoje, e seuódio pelos outros elfos é tão forte quanto era naqueles tempos antigos. 

Malkizid o Solar Caido
Embora o tempo tenha varrido da existência muitas das grandes cidadelas e fortalezas construídas antes e durante as Guerras da Coroa, um número surpreendente delas sobreviveu – embora não necessariamente intactas – devido à preservação mágica. Uma sensação temerosa de eternidade penetra as ruínas desta era, e qualquer um que as adentra sabe instintivamente que são antigas além da medida. Sua arquitetura parece estranha e quase alienígena – até mesmo para os elfos dos dias modernos. Muitas destas ruínas também abrigam armadilhas mágicas letais capazes de não só obliterar os intrusos, mas também as próprias ruínas e grande parte de suas redondezas. Finalmente, e talvez mais significativamente, as ruínas desta era servem como monumentos silenciosos à história trágica dos elfos de Faerûn. Os historiadores e filósofos debatem se as Guerras da Coroa foram o ímpeto para as muitas tragédias subseqüentes que aconteceram aos elfos, ou se elas foram somente o mais antigo exemplo registrado da tendência que esta raça tem para desastre. PJs élficos sentem freqüentemente uma sensação de aflição os assombrando quando exploram as ruínas de uma fortaleza das Guerras da Coroa, como se as mesmas pedras fossem imbuidas com uma tristeza profunda, e até mesmo personagens não élficos podem se sentir subjugados ou inquietos.

História
Muito da história escrita das Guerras da Coroa foi perdida nas terríveis batalhas que aconteceram ao fim da Quinta Campanha. Sábios élficos em Encontro Eterno, Evereska e alguns outros bastiões de conhecimento élfico têm posse das poucas crônicas que permaneceram.

O porquê das Guerras de Coroa aconteceu há muito tempo, e a linha do tempo a seguir representa apenas uma estimativa aproximada das datas em que certos eventos aconteceram.

Linha do Tempo
Ano
Evento
-30000
A Guerra dos Seldarine começa. Araushnee é lançada nos Fosso da Teia Demoníaca onde se torna a deusa demônio Lolth. O solar Malkizid é marcado com ferro e lançado aos Nove Infernos.
-18000
Algumas casas Ilythiiri descobrem Ghaunadaur e começam ao venerá-lo em segredo. Pelos séculos que se seguem, rivais das casas Ilythiiri voltam-se para outras divindades obscuras, como Lolth.
-17600
A Separação acontece, e Encontro Eterno é criado com alta magia élfica. O feitiço alcança tanto o passado quanto futuro nas névoas de tempo.
-17100
A Guerra das Três Folhas começa. Espiões e assassinos Ilythiiri incitam Syòrpiir, Thearnytaar e Eiellûr em um conflito de três lados para lhes impedir de unificarem-se em um único estado.
-15300
O clã de Vyshaan, sob comando do Coronal Iv’saar Vyshaan, assume o poder em Aryvandaar.
-14700
Citando conexões familiares entre as casas governantes de Aryvandaar e Miyeritar, o Vyshaanti começa a tentar anexar Miyeritar através de meios pacíficos. Miyeritar resiste.
-13900
Miyeritar alcança o ápice de seu renascimento mágico e cultural.
-13200
Aryvandaaranos começam a invadir as fronteiras de Miyeritar e interferir em suas rotas de comércio.
-12000
A Primeira Guerra de Coroa começa. Aryvandaar invade Miyeritar e pressiona Shantel Othreier para aceitar a ocupação de Aryvandaaran ou sofrer o mesmo destino.
-11800
Forças de Aryvandaar ocupam Miyeritar, embora vários clãs de elfos negros e da floresta continuam resistindo. Muitos elfos de Illefarn provêem portos seguros secretos para os Miyeritari.
-11700
A Segunda Guerra da Coroa começa. Ilythiir lança ataques de surpresa contra Orishaar, um aliado de Aryvandaar.
-11500
Thearnytaar e Eiellur declaram guerra contra Ilythiir e tentam impedir os Ilythiiri de avançar para o norte. Lolth envia o lorde balor Wendonai para seduzir um clã de altos Ilythiiri para servirem a ela. A igreja de Lolth se torna proeminente.
-11600
Os Ilythiiri incendeiam Syòrpiir até o chão.
-11450
Thearnytaar e Eiellur invadem Ilythiir. Mais da metade de suas forças são mortas pela magia corrupta concedida pelos demônios aos elfos negros.
-11400
Eiellûr é arrasada pelos elfos negros de Ilythiiri e elfos selvagens traiçoeiros.
-11300
Miyeritar é conquistada por Aryvandaar, e assim termina a Primeira Guerra da Coroa.
-11200
Thearnytaar cai perante as forças de Ilythiiri que utilizam os monstros dominados e criaturas morto-vivas. Ilythiir começa disputas com Keltormir.
-10900
Malkizid, o solar caído, se torna o protetor secreto dos senhores de Vyshaan. A Terceira Guerra da Coroa começa. Aryvandaar, agora conhecida como o Império de Vyshaantar, invade Shantel Othreier.
-10700
Uma horda de orcs cai sobre os exércitos embatalhados de Aryvandaar e Shantel Othreier na Batalha do Teatro dos Deuses. Quase setenta mil elfos perecem antes que Aryvandaar ganhasse o dia e ocupasse o norte de Shantel Othreier.
-10600
Shantel Othreier é conquistada pelo Império de Vyshaantar, e assim termina a Terceira Guerra da Coroa. Movimentos de resistência surgem em Miyeritar e Shantel Othreier.
-10500
O Desastre Sombrio reduz Miyeritar a um solo improdutivo e morto. As Guerras da Coroa param durante um tempo enquanto os elfos reavaliam o que fizeram.
-10450
A Quarta Guerra da Coroa começa. Os Ilythiiri começam a seguir abertamente deuses malignos como Ghaunadaur e Lolth.
-10300
Keltormir retira suas forças de Keltormir oriental, segurando seus frontes na Extremidade dos Altiplanos.
-10270
Com a retirada de Keltormir, os Vyshaanti e os Ilythiiri entram pela primeira vez em conflito direto.
-10110
Clérigos e altos magos élficos em Illefarn começam uma oração para salvação que dura uma década.
-10100
Ilythiir destrói Shantel Othreier.
-10000
Os Seldarine respondem à alta magia arcana e divina dos elfos atacando os Ilythiiri. Todos os elfos negros são transformados em drow e se dirigem para o subterrâneo, pondo um fim na Quarta Guerra da Coroa. Os Seldarine invocam os elfos de todos os outros clãs e nações para a Corte Elfica de modo a resolver suas diferenças e restabelecer a paz.
-9900
O Império de Vyshaantar anexa Illefarn. A perseguição aos altos magos e aos clérigos poderosos em terras de Vyshaantar começa assim que os elfos do sol buscam eliminar qualquer ameaça ao seu poder.
-9800
O Império de Vyshaantar ocupa todos os reinos élficos restantes em Faerûn e começa colonização de Encontro Eterno.
-9600
As primeiras civilizações dos drow marcam sua presença ao molestar seus antogos inimigos do Império de Vyshaantar.
-9200
A Quinta Guerra de Coroa começa quando o Império de Vyshaantar se rebela contra as proclamações da Corte Élfica, que orienta os Elfos de Aryvandaar a repudiar as leis de Vyshaan. Malkizid abandona Casa Vyshaan e se retira para os Planos Infernais.
-9000
A Quinta Guerra da Coroa termina com a derrota absoluta do Império de Vyshaantar. As terras de Aryvandaar são completamente abandonadas durante toda uma era.

Guardiões do Passado

Um duelo das Guerras da Coroa
Em comunidades de elfos como Encontro Eterno, a Fortaleza Lar de Evereska e os resquícios da Corte Élfica em Cormanthyr, o conhecimento mais básico das Guerras de Coroa é facilmente acessível nas bibliotecas e corredores de ensino. Um grande sábio pode saber detalhes mais específicos que qualquer outro guardião do conhecimento pode prover, tais como o local de uma cidade específica ou fortaleza, mas para a maioria, qualquer elfo com interesse em história pode aprender sobre as Guerras da Coroa com relativa facilidade.

Dificuldades surgem freqüentemente quando os membros de outras raças buscam este mesmo conhecimento. A era das Guerras da Coroa é possivelmente a única grande vergonha na história da raça élfica, e eles não possuem nenhum desejo de compartilhar estes detalhes com estranhos. Especialmente em comunidades de elfos do sol, freqüentemente são negados aos investigadores não elfos o acesso à informação sobre as Guerras da Coroa. Como resultado, a maioria das pessoas de Faerûn acredita que as Guerras da Coroa simplesmente foram lutas internas pela supremacia entre as sub-raças élficas.

É provável que PJs que desejam pesquisar as Guerras da Coroa encontrem resistência forte, a menos que todos no grupo sejam elfos. Se um grupo que inclua outras raças demonstrar uma necessidade urgente pela informação – tal como uma ameaça iminente para a raça élfica que poderia ser evitada pelo conhecimento sobre as Guerras da Coroa –os sabios podem ser mais suaves; caso contrário, PJs não élficos devem ser criativos para ganhar a informação desejada. Por exemplo, um personagem que é bem versado em história poderia recordar vários detalhes para compor parte da história com um teste de Conhecimento (história) (veja tabela 3-1: CDs para informação sobre as Guerras da Coroa). Alternativamente, um ladino poderia conseguir roubar alguns tomos de uma biblioteca élfica, ou um clérigo poderia tentar evitar os elfos completamente ao pedir esse conhecimento ao seu deus.

Tabela 3-1: CDs para informações sobre as Guerras da Coroa
CD* deConhecimento (história)
Fatos Descobertos
5
Informações muito básicas (as Guerras da Coroa foram guerras civis antigas entre os povos élficos).
10
Informações básicas (os elfos negros foram transformados em drow durante as Guerras da Coroa como um castigo por sua depravação).
15
Informações incomuns, mas básicas (Aryvandaar, Keltormir, Miyeritar, Illefarn, Ilythiir e Shantel Othreier eram as principais nações élficas envolvidas nas Guerras da Coroa).
20
Conhecimento incomum e obscuro (Coronais importantes durante as Guerras de Coroa incluíram Iv’saar Vyshaan, Geirildin e Ynloeth).
25
Informações raras (o Desastre Sombrio foi causado pelas maquinações dos altos magos de Aryvandaar).
30+
Informações extremamente obscuras (Malkizid, o solar caído, era o protetor secreto dos senhores de Vyshaan. O demônio Wendonai levou os Ilythiiri à adoração de Lolth).
* Para não elfos, todos as CDs aumentam em pelo menos 5.

Um comentário:

  1. Ebaaaaa mais uma maravilhosa tradução do Fernando, quem dera as pessoas fizessm isso que vc faz pelo nosso hobby, se existissem pessoas com essa boa vontade que vc tem, com certeza hoje haveria bem mais gente jogando esse maravilhoso jogo o "RPG".
    Fico no aguardo do pdf.
    vlwwww

    Edsonpinheirob@hotmail.com

    ResponderExcluir